Atualizado em: 
ter, 04/05/2021 - 17:30

Ação contempla os públicos do CadÚnico e inscritos por meio digital. Até o dia 29 de abril, foram investidos R$ 8,63 bilhões no programa

Ilustração com imagem de um homem e uma tela de celularO Governo Federal encerra nesta quinta-feira (29) o pagamento da primeira parcela do calendário regular do Auxílio Emergencial 2021 para os trabalhadores que se inscreveram pelos meios digitais e os que integram o Cadastro Único. De acordo com o Ministério da Cidadania, recebem nesta data 2,34 milhões de cidadãos nascidos em dezembro, com investimento federal de R$ 484,71 milhões. O grupo teve o depósito adiantado em um dia, após publicação da Portaria n. 627, em 16 de abril, que antecipou o calendário de transferências e saques.

Considerando mais essa remessa de pagamentos, os investimentos do Governo Federal no programa chegaram a R$ 5,95 bilhões para o público dos meios digitais e Cadastro Único, beneficiando 28,71 milhões de cidadãos.

Bolsa Família

Os integrantes do Bolsa Família (PBF) – com o Número de Identificação Social (NIS) final 9 e que recebem o Auxílio Emergencial 2021 – também terão a primeira parcela do benefício depositada nesta quinta-feira (29). Com isso, até o momento, já são R$ 2,68 bilhões destinados ao pagamento do Auxílio Emergencial 2021 para inscritos no PBF.

Os inscritos no PBF recebem conforme o calendário habitual do programa, que em abril teve os pagamentos iniciados no dia 16 e os repasses finalizam nesta sexta-feira (30) para quem tem NIS final zero.

O valor da folha do Auxílio Emergencial 2021 para o público do Bolsa Família é de R$ 2,98 bilhões neste mês, sendo mais de 10 milhões de cidadãos contemplados. Desse total, cinco milhões receberão o valor máximo de R$ 375 (mulheres que sustentam sozinhas suas famílias), 3,34 milhões de pessoas terão os depósitos nas contas sociais no valor de R$ 250 e outros 1,56 milhão terão direito a R$ 150. Em abril, houve um número recorde de beneficiados no Bolsa Família, com 14,6 milhões de famílias.

Total de repasses da União

Na soma com o público de aplicativos e Cadastro Único, já são R$ 8,63 bilhões em repasses para a primeira parcela do Auxílio Emergencial 2021.

Processamento dos requerimentos

A Dataprev é parceira tecnológica do Ministério da Cidadania. Para realizar o processamento dos cadastros, os especialistas da Companhia geraram uma “base analítica” em ambiente seguro nos data centers da empresa – certificados internacionalmente – e que tem sido atualizada mensalmente.

A base é composta por informações disponíveis de todos os brasileiros nos 24 repositórios de dados de diferentes instituições oficiais da União. A ferramenta funciona como referência de dados dos requisitos do programa e é utilizada no sistema de cruzamento das informações.

Para verificar o direito ao benefício, a empresa utiliza informações dos cidadãos disponíveis nas bases oficiais da União - indicadas pelo Ministério da Cidadania - associadas aos critérios do novo programa. As regras de processamento do programa foram definidas pelo Ministério da Cidadania e seguem os critérios da Medida Provisória n. 1.039.