Ir para o conteudo 1

Usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no Portal Dataprev. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse nosso Aviso de PrivacidadeAo continuar navegando, você confirma que leu, compreendeu e consente com a utilização de cookies.

Atualizado em: 
ter, 18/10/2022 - 15:31

Número é o menor para pedidos de reconhecimento inicial de direitos desde que a Dataprev e o Instituto iniciaram automação dos serviços

Transformação digital e outras medidas reduzem estoque de processos do INSS a menos de 1 milhãoO Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) chega ao mês de outubro registrando o menor estoque de processos de Reconhecimento Inicial de Direitos de Benefícios Previdenciários e Assistenciais dos últimos anos: um total de 976 mil pedidos aguarda análise. Este é o menor acumulado para requerimentos dessa natureza desde que a Dataprev e o Instituto iniciaram a automação dos serviços para cidadãos.
 
Hoje, por meio do Meu INSS, desenvolvido pela Dataprev, são mais de 120 serviços disponíveis à população de forma simples e ágil. O processo de automação se dá a partir de soluções que utilizam Big Data, Analytics, Inteligência Artificial e outras tecnologias.
 
Apenas em setembro, mais de 159 mil processos foram despachados de forma automática – cerca de 35% do total de pedidos. Do montante processado automaticamente, foram 79 mil benefícios assistenciais e pouco mais de 80 mil previdenciários.
 
Ainda no mês de setembro, o volume de requerimentos concluídos (com ou sem concessão) alcançou a marca de 630 mil por mês – 70% a mais que os 462 mil novos requerimentos que, em média, chegam todos os meses à autarquia.
 
Com o aumento da quantidade de processos analisados por mês, o INSS avança para reduzir ainda mais o estoque e, consequentemente, a espera dos segurados por um benefício.
 
Programa Especial para Análise de Benefícios
 
Parte desses resultados advém, ainda, da inclusão de processos de requerimento inicial com prazos de verificação expirados no recém-criado Programa Especial para Análise de Benefícios com Indícios de Irregularidade.
 
A iniciativa prevê pagamento de bônus a servidores e, também, ampliação do número de profissionais que atuam exclusivamente na concessão de benefício, por meio de programas de gestão por teletrabalho. Esses servidores trabalham com meta mensal maior que os demais e, portanto, entregam maior produtividade na análise de requerimentos.
 
Somente no mês de agosto, mais de 1,1 milhão de processos foram despachados – incluindo benefícios por incapacidade – entre concessões e indeferimentos de benefícios. Ao todo, mais de 13 milhões de segurados já foram atendidos neste ano nas agências da Previdência Social, e mais de três milhões de benefícios foram concedidos.
 
*Com informações do INSS.