Ir para o conteudo 1 Ir para o menu principal2 Pular lista Órgãos de Governo3
Fim da lista órgãos do governo

Usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no Portal Dataprev. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse nosso Aviso de PrivacidadeAo continuar navegando, você confirma que leu, compreendeu e consente com a utilização de cookies.

Atualizado em: 
seg, 05/12/2022 - 14:41

Processamento e cruzamento dos dados são feitos pela Dataprev. Mais de 407 mil cidadãos ainda não efetuaram o saque

Abono Salarial: 98,4% dos trabalhadores sacaram o benefício ano-base 2020Um total de 25.567.143 trabalhadores já foram a agências da CAIXA e do Banco do Brasil para sacar o benefício do Abono Salarial, ano-base 2020. A iniciativa soma um total de R$ 23.323.144.856,00 em recursos pagos. O prazo final para sacar o valor nas agências bancárias termina em 29 de dezembro deste ano. Após essa data, o recurso retorna ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Os cidadãos que perderem o prazo terão de entrar com um recurso junto ao Ministério do Trabalho e Previdência (MTP) para que seja liberado novamente o benefício no calendário de pagamento seguinte.
 
Do total de trabalhadores que já efetuaram o saque até 30 de novembro deste ano, 23.098.694 foram do PIS (total de R$ 20.428.213.742,00 em recursos pagos pela Caixa) e outros 2.468.449 foram do PASEP (total de R$2.752.713.590,00 pagos pelo Banco do Brasil). Os cidadãos com direito ao Abono Salarial começaram a receber o benefício em 8 de fevereiro.
 
Até o momento, 407.222 trabalhadores ainda não efetuaram o saque – são 123.409 com direito ao PIS e outros 283.813 do PASEP. O montante ainda não sacado representa R$ 364.946.532,00 em recursos. O maior volume de cidadãos que ainda não sacaram o valor está nos estados de Minas Gerais (54.472), São Paulo (48.882) e do Rio de Janeiro (45.754).
 
De acordo com o MTP, órgão gestor do benefício, o pagamento do Abono Salarial ano-base 2020 obteve até agora o maior percentual de pagamento da série, alcançando uma taxa de 99,46% de saques do PIS e 89,63% do PASEP, perfazendo uma taxa de cobertura de 98,42%.
 
Critérios que dão direito ao benefício
 
Para ter direito ao Abono Salarial, o trabalhador deve atender aos critérios de habilitação dispostos na Lei n. 7998, de 1990. São eles:
 
- Estar cadastrado no programa PIS/PASEP ou no CNIS (data do primeiro emprego) há pelo menos cinco anos;
 
- Ter trabalhado para empregadores que contribuem para o Programa de Integração Social (PIS) ou para o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP);
 
- Ter recebido até 2 (dois) salários-mínimos médios de remuneração mensal no período trabalhado;
 
- Ter exercido atividade remunerada, durante pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, no ano-base considerado para apuração; 
 
- Ter seus dados corretamente informados pelo empregador (Pessoa Jurídica/Governo) na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) ou no eSocial do ano-base considerado para apuração.
 
Não têm direito a receber o Abono Salarial o empregado doméstico; trabalhadores rurais empregados por pessoa física; trabalhadores urbanos empregados por pessoa física; e trabalhadores empregados por pessoa física equiparada a jurídica.
 
Como consultar?
 
Os que ainda não receberam o benefício podem verificar sua situação por meio dos seguintes canais: aplicativo Carteira de Trabalho Digital (CTPS Digital) e/ou plataforma de serviços no Portal Gov.br.
 
Para ter acesso às informações do Abono Salarial na Carteira de Trabalho Digital, será necessário que o trabalhador atualize o aplicativo para a versão mais recente. Depois disso e de efetuar o login, deve acessar as abas “Benefícios” e “Abono Salarial”, para verificar o valor, dia e banco de recebimento.
 
**Com informações do Ministério do Trabalho e Previdência.