Atualizado em: 
sex, 25/06/2021 - 10:55

Nascidos entre janeiro e julho recebem nesta sexta-feira (25). Contestação dos resultados poderá ser feita até 3 de julho no Portal de Consultas da Dataprev

Após novo processamento de dados realizados pela Dataprev no Auxílio Emergencial, neste mês de junho, mais 106.011 cidadãos foram considerados elegíveis, após homologação do conjunto de informações pelo Ministério da Cidadania – órgão gestor da Política Pública. No último grupo aprovado, o pagamento do benefício, aos aniversariantes de janeiro a julho, já será realizado nesta sexta-feira (25). Os resultados podem ser conferidos no Portal de Consultas – desenvolvido pela Dataprev ao programa.

Os demais contemplados neste novo lote receberão de acordo com o cronograma de pagamentos da terceira parcela do Auxílio Emergencial – definido pela Pasta. Ou seja: entre sábado (26) – aos nascidos em agosto; e a próxima quarta-feira (30), aos aniversariantes de novembro e dezembro. (Veja arte abaixo)

A nova rodada de processamento do programa ainda incluiu outros 2.001 requerimentos que necessitaram de análise mais detalhada da Dataprev e do Ministério da Cidadania. Os resultados serão divulgados em novo lote.

O ministro da Cidadania, João Roma, destacou que toda a operação de pagamento do benefício passa por cruzamento de informações de diversos bancos de dados para garantir que os recursos cheguem, de fato, a quem mais precisa. “Temos realizado uma operação abrangente, no sentido de que o Auxílio Emergencial seja pago à população mais vulnerável do país, e muito criteriosa, para evitar fraudes e repasses indevidos”, afirmou.

Contestação

Os cidadãos que não tiveram aprovação neste lote, poderão realizar a contestação dos resultados até o dia 3 de julho por meio do Portal de Consultas do Programa.

No Portal de Consultas, após inserção dos dados pessoais, o cidadão deve observar o resultado do seu requerimento. Caso queira contestar, o trabalhador deverá clicar no botão “contestar”.

As regras de processamento e contestação do programa são definidas pelo órgão gestor. A Pasta também realiza o bloqueio e cancelamento das parcelas do Auxílio Emergencial.

O Programa

O benefício é pago em quatro parcelas, com valor médio de R$ 250, exceção às mulheres chefes de família monoparental (criam os filhos sozinhas), que recebem R$ 375, e os indivíduos que moram sozinhos (família unipessoal), que recebem R$ 150.

De acordo com o Ministério da Cidadania, o modelo de escalonamento das transferências e saques, adotado no ano passado, segue sendo executado em 2021, com o objetivo de evitar filas e aglomerações nas agências da Caixa Econômica Federal e nas lotéricas.

Além do habitual crédito na Poupança Social Digital, com recursos disponíveis para o pagamento de contas e de boletos, compras por meio de cartão de débito virtual ou QR Code, a Portaria n. 627 possibilitou mais uma forma de realização de transações. Desde o dia 30 de abril, os beneficiários do Auxílio Emergencial 2021 podem fazer transferências instantâneas entre bancos via PIX (exceto para contas de mesma titularidade).

* Com informações do Ministério da Cidadania