Atualizado em: 
qui, 01/04/2021 - 22:33

Cidadãos poderão conferir os resultados do mês de março na sexta-feira (2), no Portal de Consultas desenvolvido pela empresa

Presidente da Dataprev fala durante o eventoOs resultados da elegibilidade de 40,4 milhões de cidadãos selecionados pelo Ministério da Cidadania foram enviados à Pasta para aprovação (homologação) e, na sexta-feira (2), estarão disponíveis no Portal de Consultas do Auxílio Emergencial – desenvolvido pela Dataprev. De acordo com a Pasta, os dados também estarão disponíveis nos seguintes canais digitais: https://www.gov.br/cidadania/pt-br/servicos/auxilio-emergencial e da Caixa (https://www.caixa.gov.br/auxilio/auxilio2021/Paginas/default.aspx).
 
Parceira tecnológica do Governo Federal na implementação do Auxílio Emergencial, a Dataprev realizou o cruzamento das informações dos cadastros oficiais desse público com os critérios do novo benefício.
 
Nesta quarta-feira (31), em evento no Palácio do Planalto, o presidente da República, Jair Bolsonaro, o ministro da Cidadania, João Roma, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, e o presidente da Dataprev, Gustavo Canuto, detalharam a operacionalização do programa. Os pagamentos terão início já na próxima terça-feira (6). Veja abaixo o calendário.
 
O presidente Jair Bolsonaro destacou os esforços e o empenho do Governo Federal para garantir a nova rodada do Auxílio Emergencial. “Serão quatro parcelas para atender os cidadãos, especialmente a população mais vulnerável. Estamos alertas e preocupados com a situação”, afirmou, ao ressaltar também o trabalho do Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia da Covid-19.
 
“Fizemos todo o processamento do primeiro lote no tempo acordado e, 12 dias após a publicação da Medida Provisória n. 1.039, foi possível concluir esse trabalho. São mais de 40,4 milhões de cidadãos que foram processados nessa primeira etapa. Todo esse esforço conjunto das equipes envolvidas demonstra mais uma vez a união do Governo Federal para atender a quem mais precisa em um momento tão difícil”, afirmou o presidente Gustavo Canuto.
 
O público inicial do programa foi definido pelo Ministério da Cidadania – órgão gestor do programa –, com base nos diversos processamentos realizados no Auxílio Emergencial de 2020. Com isso, aqueles que tiveram o direito reconhecido a receber os recursos no último ano (AE ou sua extensão) – na competência de dezembro – fizeram parte do grupo analisado.
 
Análises de dados
 
Para chegar aos resultados, equipes técnicas da Dataprev geraram uma “base analítica” em ambiente seguro nos data centers da empresa – que são certificados internacionalmente. A base é composta por informações disponíveis de todos os brasileiros nos 24 repositórios de dados de diferentes instituições oficiais – indicadas pelo órgão gestor. Somam bilhões de registros.
 
A base analítica funciona como referência de dados dos requisitos do programa e é utilizada no sistema de cruzamento das informações. O sistema foi desenvolvido pela Dataprev em cinco dias, após definição das regras do programa estabelecidas pela Medida Provisória n. 1.039.
 
Na análise e cruzamento de dados, a Dataprev utiliza uma solução tecnológica do Instituto SAS – a qual é referência mundial em Big Data Analytics. “O trabalho de análise de dados é complexo. Em 2020, na primeira rodada, o sistema levava 18 horas no processamento. Aperfeiçoamos o mecanismo e utilizamos consultoria internacional para melhorar a performance, reduzindo hoje o tempo para cinco horas”, concluiu o presidente Gustavo Canuto.
 
Infográfico com calendário de pagamentos do Auxílio Emergencial 2021