Atualizado em: 
ter, 11/05/2021 - 19:37

Total é de beneficiários da primeira parcela do programa. Processamento de dados realizado pela Dataprev indicou 39,1 milhões de cidadãos elegíveis

 

Casal e filhos sentados à mesa olham a tela de um notebook

Após uma série de processamentos sequenciais dos requerimentos de cidadãos no Auxílio Emergencial 2021, a Dataprev registrou que 39.181.349 de famílias foram consideradas elegíveis a receber a primeira parcela do benefício. Com isso, os recursos alcançaram mais de 77 milhões brasileiros, incluindo os seus membros familiares.

O total de elegíveis (39.181.349) é composto por 23.890.549 milhões de contemplados via aplicativos e meios digitais; 10.013.426 milhões do Bolsa Família e outros 5.277.374 milhões do Cadastro Único. Segundo o Ministério da Cidadania, o valor total investido nos repasses para a primeira parcela totalizou R$ 8,9 bilhões.

Nesta primeira etapa, foram realizados três grandes processamentos dos dados de cidadãos divididos pelos públicos do Programa: meio digital, Bolsa Família e Cadastro Único. Os cruzamentos são feitos pelos sistemas desenvolvidos pela Dataprev e seguem o mesmo trâmite de aprovação das informações do ano passado. Após término dos processamentos, a Dataprev envia o conjunto de informações ao órgão gestor para aprovação dos resultados (homologação).

Parceira tecnológica no Auxílio Emergencial 2021, os sistemas de elegibilidade da empresa estão consultando 24 bases de dados distintas do Governo Federal – indicadas pelo Ministério da Cidadania. O cruzamento de dados envolve bilhões de dados.

Em abril, o Portal de Consultas desenvolvido pela Dataprev para o Programa registrou mais de 102,5 milhões de acessos.

Segunda parcela

De acordo com o Ministério da Cidadania, a previsão é que a segunda parcela de repasses ao público dos aplicativos, meio digitais e Cadastro Único seja iniciada no próximo dia 16 de maio. 

Para o público do Bolsa Família, não houve alteração. Os contemplados com o Auxílio Emergencial receberão no cronograma habitual, com início em 18 de maio.

O benefício é pago em quatro parcelas. O valor médio é de R$ 250, exceção às mulheres chefes de família monoparental (criam os filhos sozinhas), que recebem R$ 375, e família unipessoal (indivíduos que moram sozinhos), com direito a R$ 150.

Veja abaixo o calendário de pagamentos do programa:
 
Infográfico com calendário de pagamentos do Auxílio Emergencial 2021